Apresentando Matusalém, a árvore mais antiga do planeta

9187256378_ae97d1ce5e_b<

Foto: Chao Yen / Flickr

Esta árvore em particular pode ser encontrada no Bosque da Matusalém localizado no Parque dos Pinheiros de Longa Duração da Califórnia Oriental. A sobrevivência prolongada desta espécie deve-se às condições climáticas em que vive, que são ventos gelados e solos áridos e se encontram a 11 mil pés de altitude acima do nível do mar. Esta adversidade do ambiente é, paradoxalmente, o que torna estas árvores tão fortes. Graças aos ventos fora de época que os rodeiam, eles reforçam os seus troncos e formam uma espessa camada de resina que os protege da podridão e de parasitas ou fungos.

Como herdeiros da magia e do silêncio, nesta parte do mundo são os sábios perenes que guardam a passagem do tempo na sua quietude. Embora o seu tempo na Terra possa ser demasiado difícil para a escala humana compreender (é uma escala de imortalidade, tanto quanto podemos inferir), a sua existência só nos pode incutir admiração e o mais profundo sentido de humildade.

Além disso, a forma singular destes pinheiros, chamados de cerdas ou pinheiro do Colorado, que parecem ser apenas troncos porque raramente adquirem folhagem, expõe o maior símbolo de todos: o da espiral. Os troncos crescem torcidos e enredados em si mesmos, moldando, à medida que os ventos fortes os rodeiam, a silhueta do eterno.

A localização exacta de Matusalém é mantida em segredo para evitar vandalismo ou qualquer tipo de dano que possa ser infligido; isto infunde ainda mais encanto à ideia de ir em busca deste sábio intemporal e testemunha do mundo.

Também no Pajama Surf: Top 9: As árvores mais velhas do planeta

Também no Pajama Surf: Top 9: As árvores mais velhas do planeta

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *