comprimido mioflex 750 mg


Mecanismo de acçãoMethocarbamol

Relaxante muscular de acção central, cuja acção pode ser devida a um efeito depressivo geral sobre o SNC. Bloqueia contracções e reflexos dolorosos nas sinapses da medula espinal sem afectar a placa muscular ou motora.

h2>Indicações terapêuticasMethocarbamol

Tratamento sintomático a curto prazo de espasmos musculares dolorosos em doenças músculo-esqueléticas agudas.

h2>PosologiaMethocarbamol

Oral. Anúncios: 1 g-1,5 g/6 h, em casos graves poderá ser necessária uma dose superior, dose máxima recomendada: 8 g/dia para as primeiras 48-72 h. Em pessoas idosas: 500 mg/6 h.

Método de administraçãoMetocarbamol

Rota oral. Tomar os comprimidos com um copo de água.

ContraindicaçõesMetocarbamol

Hipersensibilidade ao metocarbamol. Estados em coma ou pré-coma. Patologia cerebral conhecida. História de convulsões ou epilepsia. Myasthenia gravis.

Avencimentos e PrecauçõesMethocarbamol

I.H., I.R, crianças < 18 anos falta de dados de segurança e eficácia.

Imparidade hepáticaMetocarbamol

Precaução.

Imparidade renalMetocarbamol

Precaução.

InteracçõesMetocarbamol

Aumento dos efeitos de: Depressores e estimulantes do SNC incluindo álcool, barbitúricos, anestésicos, e supressores de apetite.
Potencia os efeitos de: anticolinérgicos como a atropina e alguns psicotrópicos.
Inibe o efeito de: brometo de piridostigmina
Lob: interfere com titulações analíticas de ácido 5-hidroxiindoleacético.

EmbarrassmentMethocarbamol

Não foram realizados estudos de reprodução animal com metocarbamol. Não se sabe se o methocarbamol pode causar danos fetais ou afectar a capacidade reprodutiva quando administrado a mulheres grávidas. A segurança do uso do methocarbamol em relação a possíveis efeitos adversos no desenvolvimento fetal não foi estabelecida. Foram descritos relatórios isolados de anomalias fetais e congénitas após exposição uterina ao methocarbamol. O methocarbamol não é recomendado para uso em mulheres grávidas ou mulheres que planeiam engravidar, particularmente no início da gravidez, a menos que os potenciais benefícios superem os possíveis riscos de uso.

LactaçãoMethocarbamol

Methocarbamol e/ou os seus metabolitos tenham sido detectados no leite em cães; contudo, não se sabe se o methocarbamol ou os seus metabolitos são excretados no leite materno humano. Portanto, deve ter-se cuidado quando administrado a mulheres lactantes.

Efeitos na capacidade de conduçãoMethocarbamol

Pode causar sonolência, pelo que os pacientes não devem conduzir veículos ou operar máquinas, a menos que estejam satisfeitos por a sua capacidade mental se manter inalterada, especialmente se outros medicamentos que também possam causar sonolência forem administrados concomitantemente.

Reacções adversasMetocarbamol

p>Leucopenia; bradicardia, rubor, hipotensão, síncope; diplopia, visão turva, nistagmo; dispepsia, náuseas e vómitos, disgeusia; edema angioneurotico, reacção anafiláctica, febre, dores de cabeça, conjuntivite acompanhada de congestão nasal, gosto metálico; icterícia (incluindo icterícia colestática); nervosismo, ansiedade, tremor, amnésia, confusão, tonturas ou vertigens, vertigens, sonolência, insónia, ligeira incoordenação muscular, convulsões (incluindo grand mal); prurido, erupção cutânea, urticária.

Vidal VademecumSource: O conteúdo desta monografia de princípio activo de acordo com a classificação ATC, foi escrito tendo em conta a informação clínica de todos os medicamentos autorizados e comercializados em Espanha classificados nesse código ATC. Para informações detalhadas autorizadas pela AEMPS para cada medicamento, deverá consultar a Ficha de Dados Técnicos correspondente autorizada pela AEMPS.

Monografias Princípio Activo: 11/04/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *