Contrato com Pacto de Revenda

Home > Blog

10 de Outubro de 2018

8.74k

Facebook Twitter LinkedIn Google+ Pinterest WhatsApp Email Copy Link O seu navegador não suporta cópia automática, por favor seleccione e copie o link na caixa de texto, depois cole-o onde precisar.

O contrato com acordo de revenda, refere-se a um negócio jurídico acessório nomeado e típico, uma vez que é desenvolvido no Artigo 1939 do Código Civil Colombiano, que cita o seguinte “Pelo acordo de revenda o vendedor reserva-se o direito de recuperar a coisa vendida, reembolsando ao comprador o montante determinado a estipular, ou na ausência desta estipulação o que a compra lhe custou”.
O acima indicado indica que o pacto de revenda é acessório ao contrato de venda, ou seja, que o pacto de revenda é celebrado uma vez que existe o contrato principal de venda, onde as obrigações principais são as seguintes:
O comprador através do acordo deve devolver a coisa vendida juntamente com o acessório do bem, e deve também compensar o vendedor pelo dano que a sua culpa sofreu e lembrando que na responsabilidade civil contratual a culpa é presumida.
O que de facto deve provar que o queixoso será os elementos de dano e nexo causal, por isso o que este acordo procura é resolver o contrato de venda, uma vez que o vendedor se reserva o direito de recuperar o domínio da coisa no momento de devolver ao comprador o preço fixado no contrato.

Por exemplo

XX como “Vendedor” vende um apartamento a YY como “Comprador”, resultando que XX precisa de uma quantia de dinheiro e o apartamento é o único bem que tem. Assim, as coisas que um contrato de venda é celebrado com acordo de retroventa, com o objecto que XX que é o vendedor pode previamente cancelar o montante e assim recuperar a propriedade e domínio do apartamento que vendeu a YY.
br>Assim, o pacto de revenda pode ser considerado como um direito de garantia ou assemelhar-se a um contrato de penhor, porque o que procura da parte do vendedor, é reincorporar o bem ao seu património e da parte do comprador, ter uma garantia real de que, até que a dívida não seja paga, a propriedade da coisa ou bem objecto do contrato de venda não poderá ser devolvida.
br>>Particularmente este pacto de revenda, devido à função social do contrato, tem o impedimento de não ser atribuído por nenhuma das partes.
p>O que diz a doutrina?

Doctrinalmente, o acordo de recompra foi considerado como uma garantia imobiliária, no entendimento de que de acordo com o Artigo 3 da Lei 1676 de 2013, é declarado:
“qualquer operação que tenha por efeito garantir uma obrigação com o bem móvel do fiador e inclui, entre outros, os contratos, pactos ou cláusulas utilizadas para garantir obrigações com respeito a bens móveis, (…) e qualquer outra forma contemplada na legislação anterior a esta lei.”
Em virtude do exposto, o vendedor para tornar efectivo o acordo de revenda contra o comprador, tem um prazo de quatro anos, período durante o qual o comprador terá direito a:
ol>

  • Receber o valor acordado mais as despesas de manutenção da coisa vendida, em relação ao terceiro parágrafo do artigo 1941 do Código Civil.
  • br>>li> O comprador pode reter o imóvel após o pedido de revenda, até que o preço estabelecido entre as partes tenha sido pago na totalidade.

    br>>>li> O comprador deve ser informado com 15 dias de antecedência, para que o vendedor possa recolher a coisa que é objecto do contrato de venda.

    br>>li> O comprador pode dispor à sua discrição da coisa vendida, se o vendedor não exercer a acção de recuperação, no prazo de quatro anos e nas condições acordadas, a fim de dispor da mercadoria, sem ser obrigado a avisar previamente o vendedor.

    /ol>Finalmente, este pacto de natureza acessória não deve ser confundido com outros tipos de contratos, tais como mútuos, a fim de evitar os interesses correspondentes, pelo que é necessário evitar confrontos de natureza jurídica, previamente aconselhado a definir a figura jurídica a utilizar no negócio jurídico que se pretende celebrar.

    8.74k

    Facebook Twitter LinkedIn Google+ Pinterest Pinterest Pinterest WhatsApp Email Copy Link O seu browser não suporta cópia automática, por favor seleccione e copie o link na caixa de texto, depois cole-o onde precisar.

    Não Perder os Nossos Posts Mais Lidos

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *