Graffiti e hip-hop misturam-se com histórias de amor e mágoa no espectáculo ‘Bola Trampa’

BARCELONA, 4 de Janeiro. (EUROPA PRESS) –

Graffiti e música hip-hop misturam-se com amor e desgosto no drama teatral sobre jovens ‘Trampa de Baile’, da companhia Stress Teatre, que o Versus Teatre vai acolher de 9 a 27 de Janeiro.

‘Bal-Trap’ recupera e adapta ao presente o texto de 1989 com o mesmo nome (‘Bal-Trap’), escrito pelo jovem dramaturgo francês Xavier Durringer.

No espectáculo, quatro jovens actores – Xavi Carbonell, Bet Castellví, Ricardo Mestres e Neus Grifell – encarnam dois casais que vivem, respectivamente, o início e o fim de uma história de amor. Ambas as histórias, que acabarão por se entrelaçar, ocorrem na discoteca que marcou e irá marcar a sua relação futura.

Em declarações à Europa Press, o director da peça, Jordi Castanyer, salientou que os protagonistas “são pessoas que vivem no dia-a-dia, com pouco tempo para reflectir sobre as suas emoções e sentimentos”. “São mais cruas e menos estratégicas”, acrescentou Castanyer, que considera uma característica “essencial” ser capaz de captar as crises do amor.

O director também disse que queria “mostrar a realidade de Barcelona dos jovens de 20 a 30 anos” com este espectáculo, e declarou ter-se inspirado nas experiências que vivem os estudantes universitários estrangeiros que vão para esta cidade para viver temporariamente.

‘Trampa de Bola’ é a primeira estreia oficial da companhia Stress Teatre, criada há três anos por Castanyer, a partir da peça ‘American Buffalo’. Esta peça, que no final não pôde ser encenada, foi a vencedora da IX Mostra de Teatro de Barcelona, uma montra para a promoção e divulgação de novos valores, espectáculos e companhias na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *