LA FLAUTA MÁGICA: ARIA DE LA REINA DE LA

LA FLAUTA MÁGICA: ARIA DE LA REINA DE LA NOCHE.

p> A Rainha da Noite é uma personagem maligna que, através das suas três damas assistentes, salva o Príncipe Tamino do ataque de uma cobra gigante. Em pagamento, Tamino chegará a um acordo com a rainha pendente para obter a mão da sua filha em troca de a libertar do rapto em que Sarastro (A Luz) a tem sujeita. Tamino, acompanhado por Papageno, o homem-pássaro da rainha, partirá para salvar a sua amada, mas quando chega ao reino de Sarastro, percebe que a realidade é diferente e decide ficar ao lado da sua amada e longe da rainha. Para ficar e pertencer ao templo dos sábios, terá de passar uma série de testes que conseguirá superar. Finalmente os dois amantes serão unidos para sempre, enquanto a sua mãe má será derrotada para o bem.

Com apenas duas árias (“O zitt’ re nicht” e “Der Hölle Rache”), o papel de A Rainha da Noite requer uma soprano com espectacular comando de coloratura, capaz de gerar um F52 (considerando o C3 como o C central) e muitas notas de mergulho (stacatto), especialmente na sua ária mais famosa Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen.3 Devido à força dramática que o soprano deve imprimir em cada palavra desta ária, este papel é melhor desempenhado por sopranos dramáticos de agilidade capazes de atingir um F6 acima dos agudos sem perder força na sua textura média, como Edda Moser e Cristina Deutekom, contudo a escassez de tais sopranos nos últimos anos permitiu a entrada de sopranos leves neste papel, que atingem as notas altas com facilidade e brilham na coloratura, mas carecem de força expressiva no seu meio.

No presente caso esta ária é executada pela soprano leve Diana Damrau.

p> Domingo feliz a um e todos.

Partilhar isto:

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *