Lenda do ténis latino-americano Maria Bueno morre

p>SAO PAULO (AP) – Maria Bueno, a lenda do ténis brasileiro que ganhou três títulos de solteira de Wimbledon e quatro de solteira dos EUA, abriu nos anos 50 e 60, morreu depois de sofrer de cancro dos lábios. Ela tinha 78,

Bueno tinha sido internada no hospital Nove de Julho em São Paulo na terça-feira e o hospital confirmou a sua morte na sexta-feira. O hospital disse numa declaração que não iria emitir mais detalhes sobre a morte de Bueno por respeito à sua família.

ADVERTISEMENT

“Um dia muito triste para o desporto. O Brasil e o mundo perderam uma verdadeira lenda do ténis”, tweetou o Comité Olímpico Internacional, uma das várias organizações desportivas e jogadores profissionais de ténis que elogiaram o legado de Bueno.

Apropriated “The Dancer of Tennis” pela graça do seu estilo de jogo, Bueno serviu a maior parte da sua carreira nos courts antes da era profissional.

O brasileiro ganhou 19 títulos Grand Slam no total, sete em singulares, 11 em duplas e um em duplas mistas, entre 1959 e 1966. Ela também chegou à final de solteiros no Australian Open e no French Open.

Bueno foi exaltado ao Hall da Fama Internacional de Ténis em 1978 e mais recentemente serviu como comentador nas transmissões televisivas brasileiras de Wimbledon, do US Open e de outros grandes torneios de ténis.

Bueno ganhou o seu primeiro título de Grand Slam em Wimbledon, em 1959, quando tinha 19 anos. Na sua “Enciclopédia de Ténis”, o jornalista Bud Collins descreveu-a na altura como a “incomparável bailarina e exibicionista Bueno”.

“A beleza do seu voleibol, jogando com imponente ousadia e estilo, a brasileira letrada tornou-se a primeira mulher sul-americana a ganhar os singles de Wimbledon (título)”, escreveu Collins.

Mimperado no Brasil depois de levantar o troféu, Bueno tornou-se um dos símbolos da mudança do país de rural para moderno.

Bueno passou a ser o nº 1 mundial em 1959, 1960, 1964 e 1966. Foi a primeira jogadora não americana a ser coroada em Wimbledon e no US Open na mesma época.

Billie Jean King, que venceu Bueno na final de Wimbledon 1966, e foi mais tarde a força motriz por detrás do início do circuito profissional feminino, disse que o brasileiro foi um dos jogadores que afastou o ténis de ser um desporto totalmente dominado pelos homens.

ADVERTISEMENT

“Maria foi uma grande estrela que capturou o interesse dos fãs numa altura em que os homens eram o foco. Ela ajudou a lançar os alicerces para o futuro”, disse King ao sítio Web de Bueno em 2009. “Ele merece o reconhecimento”.

Bueno disse que os homens eram a chave do seu jogo.

“Foi por causa do treino com homens que fui capaz de desenvolver a minha velocidade. As pessoas disseram que eu jogava naturalmente, mas isso foi porque treinei com homens”, disse Bueno, que jogou sem treinador.

Entre 1957-67, uma década em que dominou nos campos de ténis, Bueno ganhou 65 títulos de singulares, 90 em duplas e 15 em duplas mistas. Foi vice-campeã em 45 outros torneios.

Lesões e doenças abrandaram a sua carreira, incluindo oito meses em que esteve acamada em 1961 devido a hepatite.

O seu último grande título veio em 1968, quando ganhou o Duplo Título do US Open ao lado de Margaret Court – uma das suas principais rivais solteiras.

Bueno e Court reuniram-se cinco vezes nas grandes finais, com Bueno a sair vitorioso em duas delas.

A carreira de Bueno declinou com o início da era aberta do ténis em 1968, quando sofreu lesões no braço e nas pernas. Mas regressou ao ténis anos mais tarde e ganhou o seu último torneio no Open do Japão em 1974.

Dos tribunais, Bueno tinha um interesse na moda e jogava em processos feitos pelo alfaiate inglês Ted Tinling.

Em 1964, Bueno impressionou a multidão em Wimbledon com um fato branco da Tinling que tinha uma entretela cor-de-rosa.

“Eles ficaram espantados de um lado do tribunal”, lembrou Bueno anos mais tarde. “E as pessoas do outro lado não sabiam porquê até eu ter trocado de lado e ser a minha vez de a tirar de lá”.

“Depois tive de usar roupa interior com as cores do clube, o que enfureceu os funcionários e foi imposta uma regra para usar apenas roupa branca”, acrescentou ele.

Nascido em São Paulo, Bueno começou a jogar ténis aos seis anos de idade e jogou o seu primeiro torneio aos 11. Tinha 17 anos quando deixou o Brasil para os Estados Unidos.

Apesar de ser considerada uma futura estrela depois de ter ganho campeonatos nacionais em tenra idade, Bueno foi modesta quanto aos seus feitos.

“Não sou boa”, disse à The Associated Press depois de ter sido nomeada a Atleta Feminina do Ano em 1959. “Tenho medo de todos os que enfrento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *