leucotomia [Neurocirurgia Contemporânea]

Uma leucotomia é o que é vulgarmente conhecido como lobotomia pré-frontal, da leucotomia grega (matéria branca do cérebro) e tomo (corte).

É uma cirurgia que envolve cortar as ligações (de e para) ou destruir o córtex pré-frontal do cérebro.

Este procedimento produz grandes mudanças na personalidade do paciente, sendo o maior exemplo e prova desta teoria o caso de Phineas Gage.

A primeira leucotomia humana foi realizada por António Egas Moniz em 1936. Este trabalho valeu-lhe o Prémio Nobel da Medicina em 1949.

Este procedimento foi popularizado nos Estados Unidos pelas famosas “lobotomias picadoras de gelo” de Walter Freeman, que viajou pelo país oferecendo este tipo de cirurgia àqueles com distúrbios psiquiátricos.

Com a invenção da cloropromazina nos anos 50, a leucotomia foi mais criticada sob o argumento de ser um tipo de tortura que destrói a consciência.

O procedimento do Dr. Freeman caiu da sua tribuna de popularidade e ele acabou por perder a sua licença quando um dos seus pacientes morreu devido a ela.

Leucotomia de Freeman-Watts

Leucotomia de Watts

Leucotomia de Watts

Leucotomia de Watts

Leucotomia de Watts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *