Microsimulação: o instrumento que mede o efeito dos impostos

A Faculdade de Economia ofereceu formação num instrumento utilizado em países da União Europeia, África e América Latina.

Em acordo com o Instituto de Investigação Social e Económica da Universidade de Essex, a Faculdade de Economia ofereceu um curso sobre a utilização do EUROMOD, um instrumento utilizado na União Europeia para a microimulação dos efeitos dos impostos e transferências na distribuição de rendimentos e cobrança de impostos.

No âmbito da Semana da Economia, funcionários de entidades públicas, estudantes, investigadores e indivíduos interessados aprenderam como este sistema pode reduzir a desinformação que normalmente envolve as reformas económicas, uma vez que permite ver o efeito que as políticas têm na distribuição do rendimento, na pobreza e nas finanças públicas.

“A técnica permite ultrapassar as dificuldades que a diversidade e representatividade da população apresenta na análise macroeconómica, uma vez que o enfoque nos indivíduos permite compreender a complexidade da política, os seus detalhes e interacções”, explicou Federico Corredor, professor da Faculdade de Economia.

Além de 28 países europeus, 6 países em África e 6 na América Latina, incluindo a Colômbia, têm modelos implementados na linguagem EUROMOD, o que permite estudos comparativos entre países desenvolvidos e países em desenvolvimento e a procura de melhores políticas públicas.

Precisamente o modelo de impostos e transferências para a Colômbia, COLMOD, implementado no software EUROMOD e baseado no Inquérito à Qualidade de Vida da DANE, foi apresentado aos participantes.

Tem sido utilizado em estudos sobre o efeito das contribuições para a segurança social no fornecimento de trabalho formal e em análises comparativas com os sistemas do Equador e de outros países da América Latina. O modelo está actualmente a ser desenvolvido e actualizado por investigadores da Escola de Economia de Externado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *