Ministério dos Negócios Estrangeiros

br>Sua Excelência Monsenhor Dominique Mamberti
Sua Excelência Monsenhor Dominique Mamberti Ricardo Ezzati
Sua Reverendíssima Eminência Cardeal Jorge Medina
Secretário-Geral da Presidência, Sr. Cristián Larroulet
Sua Reverendíssima Eminência Monsenhor Ivo Scapolo, Decano do Corpo Diplomático
Ministro do Tribunal Constitucional, Sr. José Antonio Viera-Gallo
Presidente da Comissão dos Negócios Estrangeiros, Sr. Carlos Abel Jarpa
Membros do Corpo Diplomático
Altas Autoridades Eclesiásticas
Directores deste Ministério
Amigos e Amigos
Estamos hoje reunidos para prestar uma merecida homenagem do Governo do Chile a Sua Excelência Monsenhor Dominique Mamberti, Secretário para as Relações com os Estados da Santa Sé, por ocasião da sua Visita Oficial ao nosso país.
Os extraordinários méritos pessoais e profissionais de Mamberti são bem conhecidos, assim como a sua vasta experiência diplomática. Como membro do Serviço de Estrangeiros do Vaticano, foi destacado para as Nunciaturas Apostólicas na Argélia, Chile – entre 1990 e 1993-, para as Nações Unidas em Nova Iorque e para o Líbano. Em 2002, foi consagrado Arcebispo Titular de Sagona (Pisa) e nomeado Núncio Apostólico no Sudão e Delegado Apostólico na Somália. Serviu então como Núncio da Eritreia e em Setembro de 2006 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como Secretário para as Relações com os Estados, um cargo equivalente ao de Ministro dos Negócios Estrangeiros da Santa Sé.
Há alguns meses atrás, o Papa Bento XVI, dirigindo-se aos estudantes da Pontifícia Academia Eclesiástica – os sacerdotes que farão parte do Serviço Externo da Santa Sé – disse que os traços que devem caracterizar aqueles que trabalham na chamada “diplomacia pontifícia” são lealdade, coerência e uma profunda humanidade. Estas são precisamente algumas das qualidades de Monsenhor Mamberti, que, como Secretário para as Relações com os Estados da Santa Sé, dirige com habilidade e sabedoria a prestigiosa diplomacia do Vaticano.
br>Não há dúvida de que nos anos em que Monsenhor Mamberti realizou o seu delicado trabalho, o ambiente de cooperação e compreensão em que a relação entre o Chile e a Santa Sé se desenvolve se aprofundou ainda mais.
Nos últimos anos têm havido eventos e aniversários conjuntos que nos enchem de satisfação. A comemoração no Vaticano do 25º Aniversário da assinatura do Tratado de Paz e Amizade entre o Chile e a Argentina, em Novembro de 2009, foi uma ocasião extraordinária para destacar e agradecer a Mediação do venerado Papa João Paulo II, que evitou um confronto entre irmãos e lançou as bases para a paz e cooperação entre os dois países.
Tambem recordamos com emoção a Visita Oficial feita ao nosso país por Sua Reverendíssima Eminência o Cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado de Sua Santidade, em Abril de 2010, alguns meses após o terrível terramoto que afectou uma grande parte do nosso território. Nessa ocasião, o Cardeal Bertone trouxe-nos uma mensagem de esperança, acompanhada por uma imagem de Nossa Senhora do Carmo, um presente da Santa Sé para o Bicentenário Patriótico. Ao agradecer este gesto significativo, salientei a Sua Eminência que a imagem acompanharia a mensagem do Evangelho e a esperança nas áreas mais devastadas pelos trágicos acontecimentos de 27.
br> Em Março deste ano, o Presidente Sebastián Piñera fez uma importante Visita Oficial ao Vaticano, onde foi recebido em audiência por Sua Santidade o Papa Bento XVI. Essa oportunidade que tivemos de acompanhar o Presidente como membros da Delegação Chilena, recordá-la-emos para o resto das nossas vidas. Uma parte importante do sucesso da visita deveu-se a Monsenhor Mamberti, que, juntamente com a nossa Embaixada junto da Santa Sé, cuidou até dos mais pequenos detalhes da sua preparação.
Não posso deixar de mencionar, também, a honra que me coube ao presidir à Delegação Nacional que participou na Beatificação do Servo de Deus, o nosso amado Papa João Paulo II, no passado dia 1 de Maio. Assistir à Missa de Beatificação na Praça de São Pedro, e depois, prestar-lhe homenagem na Casa Pio IV, numa cerimónia presidida por Monsenhor Mamberti para agradecer, juntamente com a delegação argentina, a Mediação Pontifícia e o seu legado de paz, foi uma imensa alegria.
Monsenhor Mamberti, durante o período em que realizou o seu trabalho diplomático na Nunciatura Apostólica no Chile, no início dos anos noventa, pôde conhecer o nosso país e o seu povo. Ele foi capaz de apreciar que os nossos princípios, tradições e valores têm profundas raízes cristãs. Temos também uma longa história de cooperação entre a Igreja e o Estado, que se estende às mais diversas áreas da vida pública. A presença da Igreja tem sido e é especialmente evidente na educação, no trabalho social, na promoção e defesa dos direitos humanos, na sua constante promoção de valores essenciais, na sua contribuição para a paz social e unidade nacional, especialmente em tempos difíceis.
Este papel fundamental da Igreja na vida nacional exprime-se, naturalmente, na longa e frutuosa relação do Chile com a Santa Sé, que dura há mais de um século e meio. Esta relação expressa princípios e valores partilhados bilateralmente e na esfera multilateral. A defesa da vida e da família, a luta contra a pobreza, a promoção da paz e da segurança, a defesa dos direitos humanos, a solução pacífica dos conflitos e o cuidado com o ambiente são princípios e objectivos que partilhamos e sobre os quais devemos continuar a trabalhar em conjunto para construir um país melhor e um mundo melhor.adies and Gentlemen, é uma honra para mim, em nome do nosso país, conceder a Vossa Excelência a Ordem de Mérito do Chile, no grau de Grande Cruz, a mais alta condecoração concedida pelo Governo do Chile a personalidades estrangeiras por serviços inestimáveis prestados ao país. Esta decoração representa o sentimento de reconhecimento e gratidão que temos pelo vosso trabalho e amizade durante tantos anos.
Tenho a certeza que no futuro continuaremos a trabalhar em estreita colaboração na defesa dos valores mais profundos da humanidade e na construção de um mundo melhor para cada um dos seus habitantes.
Muito obrigado.

Muito obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *