News (Português)

“Estou zangado por eles terem editado e alisado o cabelo para ter uma visão mais eurocêntrica de como é bonito o cabelo”, escreveu Lupita Nyong’o a 10.

A estrela ‘Twelve Years a Slave’ acusou a edição britânica da revista Grazia que decidiu retocar o cabelo da actriz. Ela escreveu na Instagram, “Como tenho deixado claro tantas vezes com cada fibra do meu ser, abraço a minha herança natural apesar de ter crescido a pensar que a pele clara e o cabelo sedoso eram os padrões de beleza, agora sei que a minha pele escura e o meu cabelo indomado também são bonitos”.

Disapontou que @GraziaUK editou & alisou o meu cabelo para se ajustar a uma noção mais eurocêntrica de como é bonito o cabelo. #dtmh pic.twitter.com/10UUScS7Xo

– Lupita Nyong’o (@Lupita_Nyongo) 10 de Novembro de 2017

Fotógrafo An Le decidiu falar e pedir desculpa pelo “monumental erro”

“Demonstrarei diversidade com o meu trabalho”, diz Le, que é de ascendência vietnamita. Nyong’o nasceu no México e é de ascendência queniana. Ela luta para recuperar a herança da cultura africana.

“Não há nada que desculpe a minha acção. Lamento muito o tempo difícil que dei à Sra. Nyong’o, uma mulher que admiro muito”, sublinhou ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *