O ABC da madeira

desde a antiguidade, o homem tem usado madeira como material principal. No entanto, do barroco, ela ganhou vida não só como elemento decorativo, mas funcional; por isso, aqui estão algumas dicas sobre como cuidar dela.
br>Correntemente, o uso da madeira não se limita à criação de mobiliário, cadeiras e mesas para o lar; devido à sua durabilidade, beleza e sensação de frescura, expande-se para a decoração de pavimentos, paredes, tectos, escadas, colunas e terraços, não só em casas, mas também em estabelecimentos comerciais (bancos, restaurantes e hotéis), onde a decoração desempenha um papel importante.


No auge deste material nos tempos modernos, é necessária a orientação correcta para os seus cuidados e manutenção. Por tais razões, não perca alguns truques, abaixo:
Cada ovelha (produto), com o seu parceiro (madeira)
Mahogany e carvalho ocupam os primeiros lugares na linha das madeiras mais resistentes e duráveis.
No entanto, cada produto deve transportar o tipo de madeira que melhor lhe convier: mobiliário doméstico, carvalho, mogno ou cedro; pavimentos e escadas, IPE, jatoba sapelli e carvalho; tectos e paredes, mogno e carvalho; e elementos decorativos, mogno, carvalho, bordo e marupa.

br>Danos à madeira?
O que nunca se deve fazer? Coloque recipientes quentes e/ou derrame de água e produtos químicos (insecticidas, álcool ou removedor de esmalte) sobre a madeira, pois os danos podem ser irreparáveis.
O que deve fazer…. Se o seu mobiliário estiver ao ar livre (varandas, terraços…), aplique verniz para o proteger do sol e da chuva. Hoje em dia, existem no mercado produtos especializados para este fim.
Vigam pelos inimigos!
A luz do sol, a chuva e as bactérias são os inimigos furiosos da madeira. O mobiliário exterior sofre regularmente de sol, que o desgasta e entorpece a sua cor original, razão pela qual é importante aplicar um tratamento de protecção contra manchas, cujos pigmentos actuam como protector solar. Quanto às bactérias (bolor e fungos) e insectos, que aparecem na superfície da madeira e a destroem mesmo sem se aperceberem, a solução é aplicar preventivamente um tratamento fungicida para evitar o seu aparecimento e crescimento.

<
>br>>>br>>>>br>>>br>>br>>br>>br>>br> Quando se trata de corantes, a madeira é uma vítima que não tem escapatória; para se livrar destes, há também truques infalíveis. Quando são causados por cola de fita adesiva, podem ser removidos com óleo de bebé; por um objecto quente, com polimento e tinta; e por um derrame de água, com o mesmo material com que foi pintado. Mas se o assunto se tornar mais complicado, sugerimos que se alie a um especialista que lhe recomendará o que fazer e o aconselhará o melhor possível a este respeito. (O autor é especialista em madeira e proprietário do MAVEDI Cabinetmaking Workshop).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *