O que é “materialidade” em termos de “demonstrações financeiras”

O que é “materialidade” em termos de “demonstrações financeiras”

Materialidade em termos de demonstrações financeiras é uma aproximação a um conceito que alude à relevância de certos aspectos das demonstrações financeiras.

Para eles, é surpreendente como num assunto cuja natureza é a quantidade e cujo rigor se baseia na exactidão, um conceito tão indefinido como “materialidade” tem tanta proeminência. Os auditores utilizam este termo dialecticamente com uma soltura que tende mais ao abuso, ao jargão, do que à moderação.

O exame da materialidade em termos de demonstrações financeiras é rigorosamente analisado por profissionais de auditoria. É também por consultores nos processos de compra / aquisição e também nos processos de venda ou eliminação de uma empresa, um negócio ou uma unidade de produção.

Contacto Não fique com a dúvida, contacte-nos. Teremos todo o prazer em ajudá-lo e oferecer-lhe soluções.

Mas o que é a materialidade?

Normas internacionais de contabilidade referem-se à materialidade contabilística através da formulação do princípio da materialidade. Este princípio afirma:

“A não aplicação estrita de certos princípios e critérios contabilísticos é permitida quando a materialidade, em termos quantitativos ou qualitativos, da variação que tal evento produz é imaterial e, consequentemente, não altera a expressão de uma visão verdadeira e justa”.

Materialidade, tal como assim formulada pelo princípio que a rege, permite que certos itens, dados, factos sejam excluídos das demonstrações financeiras das informações financeiras divulgadas aos utilizadores, porque não são significativos, porque não são materialmente relevantes.

Materialidade, em termos contabilísticos, significa o significado que certos factos têm na tomada de decisão de um utilizador razoável. E como a sua inclusão ou exclusão nas demonstrações financeiras vai ter consequências na avaliação de acontecimentos passados, presentes e futuros.

Irregularidades contabilísticas

Se estava interessado neste artigo não hesite em ler:

Irregularidades contabilísticas relevantes

Irregularidades contabilísticas relevantes implicam a responsabilidade dos administradores sem culpa ou que há um agravamento da insolvência.

Podemos dizer que a materialidade contabilística se refere ao critério de avaliação. E responde ao critério da pessoa que prepara as demonstrações financeiras, sobre as informações e factos que nelas devem constar. Deve também incluir os itens que podem ser agregados, adicionados, ou os títulos e subtotais que devem conter.

Os utilizadores da informação podem ter expectativas diferentes sobre as demonstrações financeiras. Mas isso não exige que a informação que produzem corresponda a essas expectativas particulares. A informação financeira fornecerá informação útil para investimentos. Será também útil para os credores, presentes e potenciais. E finalmente também para outros utilizadores na tomada racional de investimentos, crédito e decisões semelhantes. A materialidade é avaliada em termos de um utilizador razoável. Se as demonstrações financeiras contiverem inexactidões materiais, não cumprem as Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS). Portanto, entende-se que não cumprem as normas contabilísticas internas.

Quando um facto é entendido como materialmente relevante, e por aplicação do princípio da materialidade não é permitida a sua exclusão?

Foi escolhido, nas nossas normas contabilísticas e de auditoria, seguir dois elementos para determinar a materialidade dos factos: a magnitude e a natureza da omissão ou inexactidão, com base nas circunstâncias particulares em que ocorreu. Tendo em conta um destes dois elementos individualmente ou através de uma combinação de ambos.

O Instituto de Contabilidade e Auditoria de Contas, ICAC, através das suas resoluções e consultas, tem vindo a definir este termo. A este respeito, apresentamos as normas técnicas sobre materialidade e sobre erros e irregularidades, datadas de 14 de Junho de 1999 e 15 de Junho de 2000.

A norma técnica sobre materialidade define materialidade como a magnitude ou a natureza de um erro (incluindo uma omissão) na informação financeira que, individualmente ou em conjunto, e à luz das circunstâncias envolventes, torna provável que o julgamento de uma pessoa razoável que confia na informação tenha sido influenciada ou a sua decisão afectada em resultado do erro ou omissão.

Erros, Irregularidades e Materialidade

Simplesmente a norma técnica de auditoria sobre erros e irregularidades, tais como actos ou omissões não intencionais de um ou mais indivíduos, sejam directores, gestores, empregados, ou terceiros externos a estes, que alteram a informação contida nas contas anuais, tais como:

  • Erros aritméticos ou de transcrição, e dados contabilísticos; interpretação inadvertida ou incorrecta dos factos; aplicação incorrecta dos princípios e regras contabilísticas.
  • Irregularidades que podem envolver a manipulação, falsificação ou alteração de registos ou documentos.

  • Apropriação e utilização irregular de bens.
  • Supressão ou omissão dos efeitos de transacções em registos ou documentos.
  • Recording of fictitious transactions.
  • Aplicação incorrecta dos princípios e regras contabilísticas.
  • Quando, de um ponto de vista qualitativo, o utilizador das demonstrações financeiras é privado de informação correcta, necessária e suficiente.
  • Equalmente, de um ponto de vista quantitativo, será relevante assim que alterar a situação patrimonial. Isto é quando a magnitude monetária das incidências encontradas, colocadas em relação à dimensão da empresa, altera significativamente a situação financeira projectada da empresa.
  • Se a variação produzida for insignificante. E é devido a esse erro, irregularidade, na falta de informação, não alterando a visão verdadeira e justa da equidade. Por conseguinte, será abrangido pela materialidade permitida pelo princípio da materialidade.

Se gostou deste post, sugerimos a seguinte leitura:

Cumprimento dos deveres contabilísticos

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *