Salvia microphylla (Português)

Salvia microphylla é cultivada no centro do México como planta medicinal, e é por vezes utilizada para fazer chá.

O uso primário desta planta é como comprimido para dormir na parte central do país, nos estados de Morelos, Puebla, Veracruz e Estado do México.

Apenas em Puebla, contudo, é feita referência ao uso medicinal para o tratamento de problemas da mulher, tais como cãibras pré-menstruais, hemorragia vaginal, para limpar mulheres de parto recente e apenas no Estado do México é mencionado para o arrefecimento após o parto.

Diz-se ser útil em problemas dérmicos como espinhas, erupções cutâneas, sarampo e escarlatina com febre, utilizando para a cura destes dois últimos a decocção de folhas de tisimbaregne juntamente com rambaregne e bombaregne (spp. n/r), aplicado em banhos duas vezes por dia.

Serve em distúrbios digestivos tais como “biliousness”, diarreia, disenteria, empacho, infecções estomacais, inflamação do estômago e vómitos.

História

As únicas referências encontradas correspondem a Paul Stanley e Alfonso Herrera Fernández, já no século XX e nenhuma descreve usos medicinais.

Química

O pouco que se sabe sobre a química da murta deve-se a três investigações recentes realizadas no México. As partes aéreas (folhas e flores dos caules) contêm um óleo essencial do qual o dimetil tereftalato foi isolado. Contém também os diterpenes neo-7-alfa-alfa-hidroxi-sandaracopimáricos. Na variedade neurepia de origem mexicana foram identificados triterpenóides: ácido ursólico e beta sitosterol. Foi detectada a presença de alcalóides, óleos essenciais, taninos, açúcares e triterpenos nesta espécie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *