Sede Municipal de Acacías

O consumo de álcool é um problema de saúde pública que requer acções imediatas de prevenção e promoção da saúde, mas também acções destinadas a mitigar os riscos e danos. Isto é considerado um factor determinante para algumas perturbações neuropsiquiátricas e doenças não transmissíveis, tais como doenças cardiovasculares, cirrose hepática e vários tipos de cancro, está também associado a eventos de violência doméstica, acidentes de trânsito e outros. Actualmente o consumo de álcool é considerado uma prática socialmente aceite, e é reconhecido como um veículo de socialização em vários grupos sociais como os adolescentes; o álcool é a droga legal de eleição e o seu consumo aumenta o risco de envolvimento com outras substâncias ilícitas como a marijuana, cocaína, entre outras.

Neste sentido na COMEMORAÇÃO DO DIA DA SAÚDE MENTAL E NA COMEMORAÇÃO DA LUTA CONTRA O CONSUMO DE SUBSTÂNCIAS PSIQUOTATIVAS, durante o dia 10 de Outubro estarão a desenvolver várias actividades, incluindo o Plano Estratégico PACTO PARA PROFESSORES DA VIDA e a Secretaria Municipal de Saúde visitará estabelecimentos de consumo de licor, a fim de sensibilizar e promover + cultura – excessos que permitem o autocuidado e a responsabilidade com a vida através do 8 C.

O programa Pactos para a Vida, refere-se à procura de acordos entre várias agências sociais que têm um papel substancial na cadeia de eventos que conduzem à produção, comercialização e consumo de bebidas alcoólicas, para que este consumo seja dado em condições que não ameacem a vida dos consumidores, enfatizando a necessidade de prevenir e mitigar a multiplicidade de potenciais consequências negativas que o consumo de álcool representa para a saúde e bem-estar dos consumidores e pessoas relacionadas no seu ambiente social, consequências que constituem um problema de saúde pública em situações de CPA altamente prevalecentes, como está actualmente a acontecer no nosso departamento e município de Acacías.

Convidamo-lo a consultar vídeos relacionados pela Organização Mundial de Saúde no seguinte link: https://bit.ly/2lI8HU1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *