UTILIZAÇÃO DE MARGARINAS CONTAINAS DE SITOSTEROL E REDUÇÃO DE COLESTEROL

Esteróis vegetais demonstraram reduzir o colesterol plasmático inibindo a absorção do colesterol dietético e biliar. Por esta razão, peritos do Departamento de Nutrição da Universidade de Kuopio (Finlândia) realizaram um estudo sobre o efeito da utilização de uma margarina com baixo teor de gordura contendo sitostanol (éster de sitosterol) em sujeitos hipercolesterolemicos. A redução observada nas concentrações de colesterol naqueles que receberam margarina com sitostanol extraída da madeira (MSM) e margarina com sitostanol proveniente de óleos vegetais (MSAV) foi 10% e 8% mais elevada do que a do grupo de controlo, respectivamente. Em relação ao colesterol lipoproteico de baixa densidade (LDLc), as diminuições foram de 13% e 9%, respectivamente, superiores às obtidas com a margarina convencional. As concentrações de campesterol (esterol vegetal) diminuíram 34% nos que receberam MEM e 41% nos que ingeriram MEAV. Em contraste, as concentrações de colesterol lipoproteico de alta densidade, sitostanol, campestanol, Ã-caroteno, e vitaminas solúveis não se alteraram em resposta às diferentes dietas.Nesta pesquisa de design duplo-cego, os 55 participantes, após uma dieta rica em gordura (controlo), foram designados para receber um de 3 tipos de margarina pobre em gordura: uma contendo sitostanol de madeira, uma contendo sitostanol de óleo de soja, e uma contendo sitostanol de óleo de soja, e uma não contendo estanóis. A ingestão de margarina, que durou 8 semanas, fez parte de um plano de refeições que seguiu as directrizes da etapa 2 do Programa Nacional de Educação para o Controlo do Colesterol. A ingestão diária total de sitostanóis atingiu 2,2 gramas.

Os investigadores finlandeses concluíram a partir destas descobertas que a utilização de margarinas com baixo teor de gordura contendo sitostanóis, colabora e acentua a diminuição do colesterol plasmático causada por dietas com baixo teor de gordura, com consequentes benefícios em doentes hipercolesterolemicos.

Os investigadores finlandeses concluíram a partir destas descobertas que a utilização de margarinas com baixo teor de gordura contendo sitostanóis, colabora e acentua a diminuição do colesterol plasmático causada por dietas com baixo teor de gordura, com consequentes benefícios em doentes hipercolesterolemicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *