WNBA força a MVP Elena Delle Donne a jogar apesar da sua doença

A WNBA negou a Elena Delle Donne, a MVP do campeonato, o seu pedido para ser isenta de jogar a temporada na Florida Bubble. O Mystics power forward divulgou uma declaração na qual relatou a sua situação. Os médicos da WNBA acreditam que Delle Donne não é um paciente de alto risco e, portanto, poderia jogar.

Se Delle Donne tivesse sido declarada isenta, ela teria cobrado o seu salário completo. Agora, se ela optar por não jogar, Washington não será obrigada a honrar o seu contrato. A internacional americana, campeã olímpica e mundial, sofre desde 2008 da doença de Lyme, uma infecção bacteriana recorrente que se origina de uma picada de carraça.

“Adoro a minha equipa, e tivemos uma época fantástica no ano passado, e eu quero jogar! Mas a questão é se a bolha WNBA é segura para mim”, disse Delle Donne na declaração. “O meu médico pessoal que me tratou da doença de Lyme durante anos aconselhou-me que estou em alto risco de contrair e ter complicações da COVID-19”

Delle Donne está agora a considerar a opção de não participar no torneio. “Estou a pensar bem nas coisas, a falar com o meu médico e a minha mulher, e espero partilhar muito em breve o que, em última análise, tenciono fazer. O meu coração vai para todos aqueles que tiveram de escolher entre a sua saúde e ter uma admissão no hospital, e, claro, para qualquer pessoa que tenha perdido o seu emprego, a sua casa e qualquer pessoa que amem nesta pandemia”.

Subscreva a Newsletter MARCA Basket e receba no seu e-mail, de segunda-feira a domingo e logo pela manhã, notícias exclusivas, entrevistas, reportagens, gráficos e vídeos que marcarão o dia na NBA, Endesa League, Euroleague e o resto do mundo do basquetebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *